Como prevenir hemorróidas na gravidez

Prevenir hemorróidas na gravidez

A busca pelo conforto

A hemorróida não é um problema exclusivamente associado à gravidez mas, infelizmente, são muitas as futuras mamãs que convivem com este problema.

Tratando-se de vasos sanguíneos dilatados no interior do canal anal, estas apresentam duas formas, podendo surgir uma hemorróida externa ou interna.

Na gravidez, o desconforto anal pode surgir ou agravar-se, sendo muitas vezes a consequência da obstipação ou resultando de uma insuficiência venosa.

Conhecer melhor este problema poderá ajudar a grávida a preveni-lo e a saber como tratar as hemorróidas na gravidez.

Neste artigo iremos falar abertamente sobre o problema hemorroidal, para que conheça as suas razões, os seus sintomas e tudo o que pode fazer para prevenir esta situação antes de a mesma acontecer.

Hemorróidas

1. Hemorróida na gestação

A mulher grávida tem, quase sempre, um aumento no volume sanguíneo que provoca uma maior pressão nas veias sob o útero.

Consequentemente, também a pressão sobre o intestino da gestante traz consequências, que muitas vezes se manifestam através da sensação de intestino preso e/ou obstipação.

Esta prisão de ventre, bem como o maior volume de sangue, estão diretamente relacionados, em muitos casos, com o aparecimento das hemorróidas.

Por um lado, as veias dilatadas na região anal tornam a zona mais sensível, expondo as paredes do reto.

Por outro, a dificuldade em evacuar e a rigidez das fezes torna mais agreste o contacto entre as mesmas e as paredes internas do intestino da grávida.

Estes fatores tornam a gestante uma potencial portadora do problema.

É em torno do terceiro trimestre da gravidez que esta situação costuma tomar proporções mais graves, uma vez que é então que o peso do bebé faz surgir complicações como as tromboses hemorroidais.

Entre as causas mais comuns deste problema encontram-se, como referido, as mesmas que se relacionam com a prisão de ventre: o sedentarismo, a ausência de exercício físico, hábitos alimentares pouco saudáveis, consumo insuficiente de fibras, desidratação ou o esforço excessivo no momento de ir à casa-de-banho.

Outras causas possíveis prendem-se com a obesidade, a obstipação crónica ou a hereditariedade. Existem ainda algumas mulheres que sofrem de hemorróidas no momento do parto, devido ao esforço que o mesmo implica.

2. Sintomas de hemorróidas

É muito importante conhecer os principais sintomas de hemorróidas, uma vez que estes serão um alerta para que a futura mamã inicie uma rotina que permita evitar ou resolver o problema antes que este impacte de forma mais premente no seu quotidiano.

Assim, se sentir uma maior dificuldade em defecar, notar perda de sangue durante a evacuação, sentir comichão na zona do ânus ou na região que o rodeia, notar dores na região quando se senta ou notar que existe uma saliência dolorosa na região anal.

Poderá ainda sentir que a evacuação não aconteceu totalmente ou notar a libertação de um muco em vez das fezes normais.

No que respeita à hemorróida externa, embora os sintomas sejam os mesmos, a presença da saliência irá tornar-se mais fácil de identificar, uma vez que se encontra na região externa, junto ao ânus.

Embora estes sintomas sejam indicativos da presença da hemorróida, é muito importante que consulte o seu médico para ter a confirmação do diagnóstico.

3. Prevenir hemorróidas na gravidez

Saber como prevenir hemorróidas na gravidez poderá ser uma ajuda fundamental para resolver esta questão antes mesmo de sofrer os sintomas acima mencionados.

Afinal, embora seja comum, este não é um problema impossível de evitar.

A forma mais simples de evitar sofrer deste mal será criar hábitos quotidianos que evitem, também, a prisão de ventre.

Assim sendo, deve garantir que se alimenta bem, privilegiando os alimentos ricos em fibra e bebendo, por dia, uma quantidade de água igual ou superior a litro e meio.

grávida deve beber 1,5 litros de água por dia

Caminhadas, hidroginástica ou outro tipo de exercício físico poderão ser, também, uma grande ajuda na prevenção das hemorróidas.

A par com este tipo de exercício poderá também reforçar os que se focam na região pélvica e vaginal, uma vez que os músculos do períneo, ao serem estimulados, ajudarão, não apenas no aumento da circulação retal mas também no momento do parto.

Por fim, a aposta numa higiene cuidada na região vaginal e do ânus poderá também ajudar.

Evite o papel higiénico depois de defecar, optando antes pela lavagem no bidé ou por um banho.

Desta forma irá, certamente, conseguir prevenir uma crise hemorroidal durante a gestação.

Ainda assim, se não conseguir, veja também como tratar as hemorróidas na gravidez antes que estas impactem na qualidade dos seus dias.

Sofreu deste problema durante a sua gestação? Que conselho deixaria às restantes futuras mamãs?

ARTIGOS REMOMENDADOS
ARTIGOS REMOMENDADOS

Comente este artigo