Posso praticar pilates na gravidez? Quais os benefícios?

Muitas gestantes questionam se será seguro praticar pilates e quais os benefícios que podem retirar desta prática durante a gravidez. Venha saber as respostas com o Bebé a Bordo.

Não é novidade que existem vários benefícios do pilates, onde se inclui a forma como o seu trabalho se orienta para o corpo inteiro e a mente do praticante.

Durante a gravidez, numa fase em que as gestantes questionam quais os melhores exercícios a realizar para garantir uma gestação e um parto saudáveis, o pilates surge como uma das modalidades que poderão, eventualmente, interessar a estas mulheres.

Com técnicas variadas e uma gama ampla de exercícios que focam a coordenação, a flexibilidade, a estabilidade a correção da postura; este tipo de exercício pode parecer bastante interessante na gravidez.

Venha saber se pode praticar pilates durante a gestação e quais os eventuais benefícios.

Posso praticar pilates na gravidez? Quais os benefícios?

Posso praticar pilates durante a gestação?

Na maioria dos casos, não existe qualquer impedimento para que uma gestante pratique pilates durante a gravidez.

Usualmente, esta prática será bastante benéfica, já que irá aliar movimentos de alongamento e flexibilidade com movimentos que promovem o fortalecimento muscular, ajudando ainda no processo de oxigenação do corpo, por melhorar o fluxo sanguíneo. (1)

Ainda que a prática seja, na maioria dos casos, completamente segura, é sempre importante que cada gestante garanta a consulta de um especialista antes de se inscrever em pilates, já que cada caso é diferente e tem caraterísticas únicas e algumas situações específicas, como uma gravidez de risco, podem constituir um impedimento.

Posso praticar pilates na gravidez? Quais os benefícios?

Benefícios da prática de pilates na gravidez

Para quem tem o aval clínico para praticar pilates na gravidez, esta modalidade pode trazer inúmeros benefícios.

Além da melhoria do fluxo sanguíneo e recorrente melhoria na oxigenação corporal e do feto; o pilates é também uma prática interessantes para as futuras mamãs já que ajuda a conectar a mulher com o corpo e a mente, ajudando-a a encarar as alterações físicas pelas quais está a passar.

As técnicas respiratórias do pilates são também interessantes para ajudar a gestante a combater a ansiedade e pode ser importante na hora H para ajudar a gerir as contrações. (2)

Fortalecendo a musculatura e promovendo a flexibilidade, o pilates torna-se também aliado ao longo da gestação e no parto. Vale a pena salientar que uma das zonas privilegiadas neste tipo de exercício é o assoalho pélvico: a região responsável pelo suporte do bebé.

Além disso, por ajudar a estabilizar a região lombar, este tipo de exercício promove a redução das dores e aumenta a resistência física e a agilidade. (3)

A prática de pilates na gravidez irá ainda melhorar a qualidade do sono, resolvendo alguns problemas comuns do sono na gravidez.

Praticou pilates durante a gestação? Sente que isto a ajudou durante a gravidez? E no parto? Partilhe a sua experiência com as restantes leitoras do Bebé a Bordo.

ARTIGOS REMOMENDADOS

Comente este artigo