Quando introduzir a laranja na alimentação do bebé e quais os seus benefícios

Introduzir a laranja na alimentação do bebé gera dúvidas entre as mamãs. Afinal, quando pode este fruto ser integrado na rotina alimentar da criança? Haverá uma idade concreta para o fazer? E quais os benefícios do consumo de laranja pelo seu filho?

Descubra mais sobre este citrino com o Bebé a Bordo.

Na fase da diversificação alimentar, as dúvidas sobre a amamentação dão lugar a outras, não menos pertinentes.

Nesta fase, ao variar a alimentação da criança, com a introdução da primeira sopinha e de frutos como a maçã, a pêra ou o abacate, as mamãs darão por si a questionar qual a melhor forma de somar mais e mais alimentos nas refeições da criança.

O objetivo da diversificação alimentar do bebé não será apenas o de garantir a sua correta nutrição, mas também o de fornecer novos estímulos, dando-lhe a conhecer novos sabores e texturas alimentares.

Neste processo de introdução de alimentos, serão muitas as dúvidas presentes, já que a criança não poderá, até determinada idade, ingerir determinadas comidas.

Entre as frutas para o bebé, uma das que gera mais questões é a laranja. Afinal, quando se deve introduzir a laranja na alimentação do bebé? E quais são os benefícios deste fruto para a criança?

Hoje, é sobre estas questões que nos debruçamos. Se tem o mesmo questionamento, este artigo foi, sem dúvida, feito a pensar em si.

1. Quando introduzir a laranja na alimentação do bebé?

Embora a introdução alimentar do bebé – incluindo frutas como a maçã, a pêra e o abacate – se inicie pelos 6 meses de idade, a laranja é um caso particular e que, por isso mesmo, merece uma atenção diferente.

Introduzir a laranja na alimentação do bebé precisa de considerar alguns aspetos. Antes de mais, é preciso recordar que a laranja é um citrino e, como tal, tem um maior potencial de causar alergias.


Além disso, a laranja é uma fruta com uma grande acidez e que, na metabolização, produz ácido, o que poderá ser agressivo para os estômagos – ainda sensíveis – do bebé.

Assim, se der este fruto ao seu bebé cedo demais, este pode ter reações físicas à acidez, tanto cutâneas como no seu estômago e na sua boca, causando borbulhinhas, refluxo ou pequenas feridas nos lábios e na boca do bebé.

Outro aspeto que leva a retardar o momento de introduzir a laranja na alimentação do bebé é o facto de esta fruta conter uma membrana que, por vezes, é difícil de mastigar e ingerir até para os adultos.

Embora seja possível remover a membrana, o ideal é esperar que a criança consiga mastigar melhor os alimentos antes de lhe fornecer citrinos, para evitar que esta se engasgue.

Assim, a idade ideal para introduzir a laranja na alimentação do bebé será pelos 12 meses, quando a criança já se habituou a outros alimentos e o seu estômago está mais preparado para receber a acidez da laranja.

2. Quais são os benefícios da laranja para o bebé?

A partir dos 12 meses de idade, no entanto, introduzir a laranja na alimentação do bebé trará diversos benefícios, sendo este um fruto maravilhoso para a nutrição e a promoção da saúde da criança.

Tratando-se de um fruto muito refrescante e saudável, este é rico em fibras e vitaminas e promove uma existência salutar no bebé. Alguns dos benefícios da laranja para o bebé são:

– Riqueza em vitaminas e minerais essenciais;
– Melhoria do sistema digestivo da criança;
– Regulação do intestino e prevenção da obstipação;
– Prevenção do raquitismo;
– Promoção da fixação do cálcio;
– Apoio ao desenvolvimento de ossos e dentes saudáveis;
– Melhoramento do sistema imunitário;
– Prevenção e tratamento de gripes e constipações;
– Prevenção de infeções.

Que nutrientes estão presentes na laranja

A laranja é, como referimos, uma fruta bastante rica em nutrientes. Numa laranja, encontrará fibras alimentares, proteínas, vitaminas (nomeadamente vitamina C e vitamina A), cálcio e ferro; nutrientes esses que são fundamentais para o crescimento saudável do seu bebé.

3. Como introduzir a laranja na alimentação do bebé?

Ao introduzir a laranja na alimentação do bebé deverá ter em atenção, não só a sua idade, mas a forma como o faz.


Devido ao seu potencial para causar alergias, recomenda-se que a laranja seja introduzida em pequenas quantidades no início, seguindo-se um período de observação da criança (de dois ou três dias) para garantir que a criança não faz reação à mesma.

Se a criança demonstrar sintomas como erupções cutâneas, vómitos, dificuldades respiratórias, inchaço ou pieira é recomendável que consulte um médico de imediato e que refira que introduziu a laranja na sua alimentação, para despistar potenciais alergias a este fruto.

Até que o bebé consiga mastigar melhor, algumas mamãs preferem fornecer o fruto sob o formato de sumo, embora também possa ser oferecido à criança de outras formas como, por exemplo, pequenos pedaços de laranja sem pele; gelados de laranja (feitos com iogurte sem açúcar e puré de laranja); puré de cenoura com laranja; puré de banana com laranja ou mesmo smothies ou batidos de laranja (preparados com o leite do bebé).

Receita de papinha de banana e laranja para o bebé

Os ingredientes de que necessitará para esta receita são: 1 banana média madura e sumo de ½ laranja.

Num prato fundo, desfaça a banana com a ajuda de um garfo até ter a consistência de puré. Acrescente então o sumo de laranja e mexa a mistura até ficar homogénea.

Pode servir como snack ou como sobremesa, recomendando-se que o faça de imediato, para evitar a oxidação da fruta e a decorrente perda de nutrientes.

Como fez para introduzir a laranja na alimentação do bebé? Este teve alguma reação ao consumo de laranja? Conte às mamãs do Bebé a Bordo como foi a sua experiência pessoal.

Algumas fontes: healthline babycenter momjunction vidaativa bebemamae

ARTIGOS REMOMENDADOS
ARTIGOS REMOMENDADOS

Comente este artigo