Grávida pode beber chá de cidreira?

Chá de cidreira na gravidez

Muitas futuras mamãs têm algumas reticências no que respeita à toma de chá durante a gestação.

Convencionou-se e divulgou-se, pois, a informação de que alguns chás, pelas suas propriedades, poderiam ser nocivos para a gestação ou, em alguns casos, mesmo abortivos.

Esta informação não está errada.

Existem chás, como é o caso do chá de canela ou do chá de chá de boldo, que são altamente desaconselhados à gestante.

Outros, como o chá verde na gravidez devem ser tomados com cautela, para garantir que se goza dos seus benefícios, sem cair nas armadilhas do seu lado menos positivo.

Existem ainda outros que são seguros e, em alguns casos, até recomendados às gestantes.

Hoje, a nossa atenção vai para o chá de cidreira na gravidez e para os seus benefícios e problemáticas.

Se deseja saber tudo sobre a erva-cidreira e se pode incluí-la na sua alimentação durante a gravidez, não deixe de nos acompanhar nesta viagem até ao mundo do chá de cidreira na gestação.

1. Chá de cidreira na gravidez

A erva-cidreira é uma das grandes favoritas entre as amantes de chá.


Esta é muito usada como um tratamento caseiro para problemas como o desconforto gastrointestinal ou o enjoo.

Por essa razão as gestantes gostam de pensar que a sua toma continuará a ser benéfica para as ajudar a passar pela gestação e, principalmente, pelos sintomas como a náusea e o vómito.

Antes de mais, é necessário esclarecer o seguinte: nem todos os chás fazem mal durante a gravidez mas, antes de tudo o resto, seja qual for a informação que tenha, consultar o médico antes de tomar estas infusões herbais é essencial!

Afinal, cada pessoa é um indivíduo e ninguém estará mais a par do seu historial clínico do que o especialista que acompanha a sua gravidez!

Em todo o caso, por norma, os médicos proíbem apenas a toma de chás com cafeína e aqueles aos quais, por alguma razão, possa fazer alergia.

Felizmente, tomar chá de cidreira não tem, por norma, qualquer impedimento, tratando-se de uma infusão que pode, de facto, ter alguns benefícios, nomeadamente no tratamento do enjoo.

Esta erva foi, ao longo da história, utilizada na gravidez para amenizar os habituais desconfortos.

Ainda assim, é necessário compreender que, como qualquer erva, também a cidreira tem prós e contras.

2. Os benefícios de tomar chá de cidreira

Durante a gravidez, a toma do chá de cidreira pode ser muito benéfica em alguns aspetos.

As propriedades da erva-cidreira farão desta uma excelente opção para acalmar o estômago e reduzir o enjoo.


Além disso, poderá ajudar a controlar a ansiedade e a irritabilidade da futura mamã, ajudando a prevenir as insónias e acalmando a gestante.

Quando tomado com moderação, o chá de cidreira apresenta propriedades claras no tratamento dos desconfortos físicos trazidos pela gestação, não havendo quaisquer relatos de problemas ou efeitos secundários associados à sua toma.

Ainda assim, o consumo deste chá deve ser moderado.

Afinal, a regra geral é clara: tudo o que é demais, faz mal.

2. Desvantagens de tomar chá de cidreira

O lado negativo da erva-cidreira na gestação prende-se, em grande parte, com a falta de dados científicos que suportem os benefícios desta planta durante a gestação e que eliminem as dúvidas quanto à ausência de efeitos nocivos.

A ausência de informação clara e precisa, que sustente as propriedades da erva na gestação fazem com que a sua toma deva ser realmente moderada.

Em alguns casos, o consumo excessivo da planta em doses muito concentradas foi associado a tonturas e vómitos.

Não se sabe, no entanto, se foi realmente o chá a causar estas situações.

3. Dicas no consumo de chá de cidreira

Se estiver grávida e desejar consumir este tipo de infusão, a primeira coisa a fazer será falar com o seu médico.

Será muito provável que o consumo de chá de cidreira na gravidez seja liberado mas, mesmo quando obtiver essa informação, deve garantir que não exagera nas doses.

Duas a três chávenas de chá de cidreira será a quantidade máxima que deve tomar, não devendo ainda fazer um consumo prolongado do mesmo.

Será ainda preferível que opte pelas infusões de ervas orgânicas em vez de recorrer aos chás processados, de saqueta.

Consumiu chá de cidreira durante a sua gravidez? Qual foi a opinião do seu médico? Queremos saber como foi a sua experiência!

ARTIGOS REMOMENDADOS

DEIXA UM COMENTÁRIO