Eructação na gravidez: será normal?

A eructação na gravidez é uma queixa de muitas futuras mamãs. Mas será normal esses arrotos? Por que razão acontece? Fique a saber com o Bebé a Bordo.

Os desconfortos mais comuns na gravidez são bem conhecidos e, entre as queixas da gestante, o aumento de gazes no organismo e problemas como flatulência na gravidez ou eructação são muito frequentes.

Sendo esta uma época de grandes mudanças físicas e de estilo de vida, as gestantes acabam por questionar até que ponto todas as alterações que sentem são (ou não) normais.

Hoje, olhamos para a questão da eructação para sabermos se este é um problema comum na gestante e quais as razões que fazem com que assim seja.

Venha descobrir se a eructação na gravidez é normal.

Eructação na gravidez: será normal?

O que é a eructação?

A eructação – popularmente conhecida como “arroto” – trata-se da expulsão dos gases presentes no estômago pela boca. (1)

Esta situação pode acontecer a qualquer pessoa e em qualquer fase da vida, sendo mais comum mediante o consumo de bebidas com gás ou alimentos de digestão lenta.

É uma situação também muito comum em bebés, em grávidas e em pessoas que sofrem de ansiedade.

A eructação na gravidez é normal?

O aumento de gases no organismo da gestante, em geral, é normal e muito comum, sendo, por isso, natural que as mulheres grávidas notem que sofrem mais com a eructação e com a flatulência do que anteriormente à gestação.

Além de as hormonas – e principalmente a progesterona – promoverem o relaxamento dos tecidos corporais, incluindo todo o sistema gastrointestional, as gestantes tendem a experimentar digestões mais lentas e que são propícias para a formação de gases e o desconforto estomacal. (2)

No terceiro trimestre de gestação é ainda mais comum que a gestante sinta a eructação, já que a digestão se torna ainda mais lenta e o feto, agora mais crescido, causa pressão no estômago, levando a gestante a arrotar.

É possível reduzir a eructação na gravidez?

Não existem soluções milagrosas para este problema, já que a própria dinâmica do organismo é, durante a gestação, propícia para a formação de gases.

Ainda assim, seguindo algumas dicas, torna-se possível aliviar um pouco este sintoma. Estas são algumas das soluções que pode tentar: (3)

– Mantenha-se hidratada;
– Faça refeições mais pequenas, mais vezes por dia;
– Consuma alimentos ricos em fibras;
– Coma mais devagar;
– Tente manter-se calma.

Sofreu com a eructação durante a gravidez? Que métodos utilizou para minorar o problema. Conte as suas soluções às futuras mamãs do Bebé a Bordo.

ARTIGOS REMOMENDADOS

Comente este artigo