Chá de arruda na gravidez, será perigoso?

O chá de arruda na gravidez está associado a problemas severos. Sabe quais são as problemáticas associadas ao consumo de arruda durante a gestação? Então, venha com o Bebé a Bordo saber mais sobre o chá de arruda na gravidez e as razões que o tornam tão perigoso. 

As futuras mamãs precisam de ter um cuidado particular com as suas escolhas alimentares. Isto inclui o menu diário mas também as bebidas que ingere. 

Se é certo que existe uma consciência quanto aos malefícios do café na gravidez ou sobre a ingestão de bebidas alcoólicas e refrigerantes; é igualmente verdade que a tendência para olhar as infusões e chás como opções saudáveis pode, por vezes, induzir algumas mulheres em erro. 

As infusões são usualmente feitas a partir de plantas e, na sua maioria, estas contam com propriedades medicinais específicas e benefícios diversos para o organismo humano. Um chá de limão ou um chá de cidreira na gravidez, bebidos com moderação, poderão ser, até, aliados da gestante.

Outros, no entanto, como o chá vermelho, o chá de hortelã ou o chá preto exigem cuidados particulares na sua ingestão. 

A arruda é uma erva muito peculiar, na medida em que traz tanto em benefícios para o corpo como em perigos para o mesmo. Durante a gestação, este equilíbrio desfaz-se e o chá de arruda pode tornar-se perigoso. 

Sabe quais as razões que tornam o chá de arruda na gravidez tão perigoso? Então, venha saber mais sobre esta temática. 

Chá de arruda na gravidez, será perigoso?

1. O que é a arruda?

A arruda é uma planta verde e aromática. Trata-se de uma planta medicinal, cujos usos são aclamados desde o tempo da Grécia Antiga. 

Exacta é uma planta muito pouco consensual, na medida em que pode trazer vários benefícios, quando ingerida com a devida moderação; ou apresentar-se como altamente tóxica e abortiva quando a dosagem recomendada é excedida. 

Entre as suas propriedades encontra-se a sua ação calmante, antibacteriana, antiespasmódica e analgésica. A planta, no entanto, não deixa também de ter propriedades abortivas. (1

Além de associada à cura e ao aborto, esta planta é também conhecida na crença popular pelas suas propriedades místicas, havendo quem lhe atribua propriedades mágicas. (2

Qual a dose diária recomendada de arruda?

A dosagem máxima de chá de arruda que deve ser consumida no quotidiano é de 30 mg. Esta quantidade é referente a um adulto saudável, sendo que a planta não é recomendada a crianças, pessoas com quadros clínicos reservados, gestantes ou lactantes

Como é preparado o chá de arruda?

A preparação do chá de arruda faz-se colocando as folhas de arruda na chaleira e cobrindo-as com água a ferver. 
A mistura deve ser abafada e repousar até que a sua temperatura seja ideal para consumo. 

2. Quais são as contraindicações do chá de arruda?

A arruda, tal como referimos, é uma planta pouco consensual. Ainda assim, sobre esta, podemos afirmar que existem contraindicações bastante claras, que proíbem o consumo da infusão de arruda a grupos específicos de pessoas. 

O chá de arruda não deve ser bebido por pessoas com problemas de estômago ou problemas intestinais, uma vez que poderá agravá-los. 

Da mesma forma, pessoas com quadros clínicos relacionados com o trato urinário ou que sofram de insuficiência renal, poderão ver o problema agravado devido aos efeitos irritantes que a arruda poderá ter sobre esta região do corpo. (3

Além disso, os problemas de fígado impedirão, também, o consumo deste tipo de infusão, existindo o risco de piorar os sintomas associados às doenças hepáticas. 

Grávidas e lactantes não podem, também, beber este chá; sendo o mesmo desaconselhado, ainda, a crianças com idades inferiores a 6 anos. 

Na verdade, perante todos os potenciais constrangimentos ligados ao consumo desta infusão, o melhor a fazer será falar com o seu médico antes de o ingerir, para garantir que é seguro fazê-lo. 

3. O que torna o chá de arruda na gravidez tão perigoso?

O chá de arruda está fortemente associado à regulação do ciclo menstrual.

Mulheres que têm falhas no seu ciclo e que desejam normalizá-lo recorrem, muitas vezes, a esta infusão, para promover os espasmos e contrações uterinas que geram a regulação do seu período. Isto corresponde, portanto, a uma hemorragia. 

Durante a gravidez, a toma do chá de arruda poderá ter o mesmo efeito, provocando uma contração uterina que gere sangramentos severos e provoque o aborto. 

Historicamente, os usos abortivos da arruda são já bastante conhecidos, sendo esta uma das formas utilizadas, na ancestralidade, para evitar a gravidez indesejada. 

Assim, se estiver grávida, o chá de arruda poderá ser muito perigoso para o curso da gestação, fazendo com que perca o bebé. (4

Já conhecia os perigos do chá de arruda na gravidez? Conhece alguém que tenha ingerido esta chá durante a gestação? Conte a sua história aos restantes leitores do Bebé a Bordo. 

Poderá ter interesse também em:

Grávida pode tomar chá de rooibos, quais as vantagens desta infusão

ARTIGOS REMOMENDADOS

Comente este artigo